Follow by Email

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

É DIFÍCIL ESCREVER?

É difícil escrever?


Por que a maioria das pessoas encontra dificuldade em colocar as suas ideias no papel?
Suponho que, neste caso, o que lhes falta é instrução. O que é instrução? É uma certa dose de conhecimentos que se acumula através da leitura, da convivência, de pesquisas, dos meios de comunicação, das artes, internet, viagens. Enfim, tudo o que nos envolve de uma forma ou de outra, pode nos ensinar alguma coisa. No entanto, tenho a opinião de que a melhor maneira de se adquirir conhecimento seja ainda por meio da leitura, isto é, do relacionamento íntimo com os livros. Como se pode escrever um livro sem que ao menos se tenha intimidade com eles? O conhecimento é essencial para aquele que escreve. Em primeiro lugar manter o domínio da língua. Não digo exatamente se ater de forma crucial às intermináveis regras gramaticais, tendo-as a todo o instante na ponta da língua. Mas, saber transmitir através de palavras adequadas e frases bem elaboradas e claras aquilo que se quer levar ao leitor. Para se criar uma boa história é necessário que se conheça a fundo vários aspectos interessantes com relação ao local em que a mesma se transcorre. Como usos e costumes, tipos de paisagens, clima, e principalmente com relação aos personagens. Trajes típicos, alimentação, expressões da língua, e assim por diante. Deve-se ter em mente com especialidade os pontos principais em que se baseiam o comportamento das pessoas envolvidas. Tipos de personalidades, e a maneira de agir de cada um. Outra coisa também a se observar é a época em que se trancorrem os fatos. Pois, tudo se modifica com o tempo. Por exemplo, no século dezenove, ou na época de Jesus Cristo, com certeza não havia o grande avanço tecnológico de hoje. Os meios de transporte e comunicação, tanto como os usos e costumes eram bem diferentes dos atuais.
Portanto, o que sugiro aos aspirantes como eu é uma boa dose de leitura, e treinamento. É como qualquer outra atividade. Se não nos exercitarmos nunca chegaremos à perfeição. As viagens, como já foi dito, também nos ajudam em grande parte na composição da história. Conhecer os lugares por onde transitarão os nossos personagens é de um valor considerável. Mas, se não temos condições de viajar, o melhor seria apelarmosd para a Internet. Pesquisas bem orientadas dão ao nosso conhecimento uma excelente grandeza.
Escrever é difícil. Então, além da imaginação e do conhecimento, ainda precisamos de obstinação, isto é, teimosia, persistência.

2 comentários:

  1. Concordo quando diz que escrever é exercício, pesquisa e conhecimento.
    Para mim, o que de forma alguma pode faltar, em qualquer escrita é verdade e overdose de convicção.
    Parabéns pelo Blog!

    ResponderExcluir